sexta-feira, 29 de maio de 2015

PERDIDO EM MARTE

Com toda certeza você já deve conhecer esse livro e se não conhece... Tenho a HONRA de apresentá-lo: Leitor, Perdido em Marte. Perdido em Marte, leitor. Pronto... Apresentados!

                Simplesmente esse livro fez meus olhos grudarem nele, como se fosse um imã! Sua capa laranja impactante era destaque dentre tantos livros. E ele foi muito além de uma capa bonita, viu? A história é Surpreendente! Confira a sinopse:

Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho. Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate. Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico – e um senso de humor inabalável –, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá. Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.

Achou pouco? E se eu disser que esse é o livro de estreia do Autor Andy Weir. E não só isso, foi eleito o melhor livro de Ficção Científica pela Revista VEJA. Tá pouco? A história é tão surpreendente, tão surpreendente que já está sendo gravado o filme, é mole? O ator que irá interpretar Mark Watney é ninguém mais do que Matt Damon!


Será que a história é boa? Kkkkkkkk’

EX MACHIINA


Tudo bem... Não é um livro, mas queria compartilhar xD
Era um filme que eu mais aguardava para assistir e assim que eu pude, baixei e assisti comendo pipoca! Parecia uma criança... Enfim.
O filme se trata em que o presidente de uma empresa, a BlueBook, que construiu uma inteligencia artificial chamada Ava. Para realizar seu teste sobre a sua criação ele realiza um concurso, Na qual Caleb ganha e passará uma semana na casa do presidente da empresa, Nathan.
Ao desenrolar do filme Caleb descobre que não ganhou no curso e sim selecionado para estar ali. A cada sessão que ele vai passando com Ava, um certo sentimento vai crescendo entre eles. A medida que o filme evolui informações cruzadas entre Nathan e Ava o deixa confuso ao ponto de não saber em quem acreditar.
Minha opinião:
Filmes como EX MACHINA, A.I. Inteligencia Artificial, O Homem Bicentenário, são bastante curiosos por tratar de sentimentos humanos com robôs, porém a duvida fica: Quais os sentimentos dos robôs com os humanos? Falso? Verdadeiro? Programado? São perguntas que realmente nos faz questionar e, querendo ou não, o robô nos faz afeiçoar a ele. Seria certo isso? Enfim...
O filme me agradou bastante, talvez o final não agrade muita gente, mas se você analisar bem, verá que é um final bem elaborado.

TRAILER:


E você, leitor, já viu ao filme?

NA COMPANHIA DAS ESTRELAS

Sabe aqueles filmes ou livro que cotam história de um mundo pós apocalíptico, que a humanidade foi extinta, poucos sobreviventes... Blá blá blá? Pois é, isso não é uma temática surpreendente... Nós já conhecemos bem o enrendo, porém lá estava eu numa livraria e me deparei com esse livro “Na Companhia das Estrelas” o nome e a capa chama a atenção por si só e me surpreendi ao ver a sinopse... Contar algo que nós pré-julgamos em uma abordagem diferente.

                A sinopse é convidativa e li os primeiros capítulos... É envolvente. Confira abaixo a sinopse do livro:

Em um mundo devastado pela doença, Hig conseguiu escapar à gripe que matou todo mundo que ele conhecia. Sua esposa e seus amigos estão mortos, e ele sobrevive no hangar de um pequeno aeroporto abandonado com seu cachorro, Jasper, e um único vizinho, que odeia a humanidade, ou o que restou dela. Mas Hig não perde as esperanças. Enquanto sobrevoa a cidade em um avião dos anos 1950, ele sonha com a vida que poderia ter vivido não fosse pela fatalidade que dizimou todos que amava. Hig é um guerreiro sonhador. E tem uma imensa vontade de gente, apesar da desilusão que se abateu sobre ele. Por isso é capaz de arriscar todo seu futuro quando, um dia, o rádio de seu avião capta uma mensagem...

                Sim, a sinopse nos deixa com extrema água na boca! O autor soube prender um leitor ja de cara!

                E você, leitor, já leu o livro?