domingo, 3 de agosto de 2014

CAPAS DE LIVROS

Sabe aquele nosso livro favorito que a gente tanto ama? Já imaginou como é a capa desse livro em outros lugares? Pois é, trouxe nessa postagem algumas capas de livros que conhecemos muito bem! Alguns deles são beeeem diferente do que conhecemos. Confira:

A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS


















O CÓDIGO DA VINCI



A CULPA É DAS ESTRELAS



HARRY POTTER


CINQUENTA TONS DE CINZA



AB ORIGINI – ANDRÉ DE PIERRE

Mais um autor brasileiro uhuuuuuu! Quem não gosta de uma boa trama não é verdade? Nada mais empolgante numa história do que uma morte capaz de segredos serem revelados, certo? AB Origini trás uma temática diferente e dinâmica... Passado e presente conectados, segredos prontos para mudar a história da humanidade, como será a origem de tudo? Curioso? Também estou.

SINOPSE:

Valter Abdias Albuquerque, um importante oficial do exército brasileiro, é encontrado morto em circunstâncias misteriosas. Davi, filho distante e rebelde de Valter, inconformado com a morte repentina de seu pai, parte para uma jornada em busca de respostas. Com o tempo, ele vai descobrindo que a realidade é muito mais terrível do que imaginava. Seu pai guardava segredos que poderiam mudar o rumo da história da humanidade. Davi estaria preparado para receber tal conhecimento?
Em uma época distante, Allpamanta e Killa, dois jovens apaixonados, vivem o drama de terem sua fé abalada nos deuses, Criadores da Humanidade. Samyaza, líder dos Expulsos do céu, aproveita-se deste momento de fraqueza para tentar manter o seu legado. Seria possível contrariar as ordens dos Criadores?
Ab Origine, duas histórias dentro de um único livro, onde o fim é sempre o começo. O passado está ligado ao presente, e a origem da humanidade é o grande mistério. Páginas que nos levam à reflexão sobre para onde vamos e de onde viemos.

O autor André de Pierre baseou seu livro em achados arqueológicos e antigas escrituras de diversos povos, e qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência.

NÃO TEM NADA A VER, MAS É LEGAL #3


Sabe aquele lugar que você tanto queria conhecer mais não pode? Ou aquela paisagem belíssima que você gostaria de ficar hoooooras admirando? Pois é existe um site que pode dar uma “aliviada” nessa vontade, é o 360 Cites. O site mostra várias e belíssimas fotos em 360 graus! Você pode literalmente dar voltas pelo mundo.
Para ter melhor sensação da foto, você tem a opção de expandir para a tela inteira no computador. Já imaginou que bacana? Já da para dar aquela ajudinha, não é?

Acesse o site e conheça! Eu já passei horas nesse site: http://www.360cities.net/

DRAGÃO NEGRO: SERIE DEUSES E GENERAIS – SAMUEL WAR

“Até onde você seria capaz de chegar para impedir uma guerra?”

Sabemos que há muitas histórias fantásticas por aí, e muitas delas também são brasileiras. Sei a dificuldade que muitos autores brasileiros sofrem para publicar seus livros e são neles que eu tenho maior curiosidade, pois eles são “desconhecidos”, menos vistos. Para mim esses são os verdadeiros autores, longe da popularidade.
Caçando alguns livros pelo Clube de Autores, encontrei esse livro de Samuel War. A capa foi muito convidativa e a sinopse também. Li as 30 primeiras páginas do livro e achei fantástico!

SINOPSE:
Alguns homens são admirados por suas habilidades com a espada. Outros são admirados por seus talentos nos caminhos da magia.
Mas poucos conquistam admiração com inteligencia e sensatez. Estes poucos se tornam lideres.
Capazes de inspirar a inspiração e o dever naqueles dispostos a seguir uma causa. Mas mesmo lideres podem falhar.
Há cinco anos um deles falhou.
O único sobrevivente de uma tragedia, General Rasiel Horan perdeu tudo junto com seus próprios homens massacrados graças a seus erros.
Diante de sua desonra, Rasiel pediu a seu Imperador uma unica coisa: O Exílio.
Agora, cansado e quebrado, vitima de seus próprios fantasmas, cabe a ele juntar forças para impedir uma tragedia ainda pior.
Um cavaleiro errante carregando nas costas a missão de cumprir mais uma vez seu dever.
Uma historia de provações e passados conturbados, medos e pesadelos, e os desígnios cruéis de uma figura misteriosa e insana.

Romance de estreia da serie “Deuses e Generais”, Dragão Negro conta uma jornada de mistérios, paisagens fantásticas, mitos, magia, violência e companheiros inusitados rumo ao desconhecido e o pior inimigo de um homem: Ele mesmo.

ANTES QUE EU QUEIME – GAUTE HEIVOLL

Simplesmente amo entrar nas livrarias e ficar olhando livros e as novidades que chegaram. Mas antes de olhar as novidades e os livros que estão bombando em vendas, eu sempre estou a caça daquilo que esta escondido: livros fantásticos poucos conhecidos de autores pouco falados e es que consegui!
Antes que eu queime estava escondido entre alguns livros da prateleira e o seu título me chamou bastante a atenção. Ao ler a sinopse, fiquei muito curioso sobre o autor. Gaute Heivoll já escreveu vários livros de onde vive, na Noruega e Antes que eu queime foi premiado como o livro mais importante da Noruega. Quanta responsabilidade! E mais, esse livro é o primeiro dele aqui no Brasil. Se não me falha a memória Antes que eu queime agora está sendo traduzido para mais de 40 linguás. Fantástico!

SINOPSE:

Numa pequena localidade à mercê de um incendiário, as chamas não são a única coisa a despertar o medo. Quando todos vivem próximos uns dos outros, existe também o grande temor de descobrir que o criminoso seja um conhecido, um vizinho, um amigo. É nessa atmosfera de tensão que se desenrola a história narrada em Antes que eu queime: o cotidiano de Finsland, perturbado por uma série de incêndios criminosos, mistura-se à vida do autor e ao noticiário policial da Noruega no final dos anos 70.
Um menino nascido na época dos incêndios, que um dia ouve da professora que tem um talento especial para a escrita, anos mais tarde resolve se tornar escritor para narrar a vida do pacato vilarejo que ardeu em meio às chamas. Em um estilo sóbrio e contido, Gaute Heivoll revisita a trágica história do povoado onde nasceu em uma ficção vigorosa em que o próprio ato de escrever ocupa o primeiro plano. Com este ponto de partida inusitado, o autor aborda magistralmente a fragilidade da vida e o papel da palavra, numa obra que foi aclamada e premiada em toda a Europa.